Curtas – Fed reduz à zero taxas de juros americanas, e aí?

 em Curtas, finanças, gestão, Informação

Neste domingo (15/03) o Federal Reserve, banco central americano, reduziu sua taxa básica de juros para a faixa de 0 a 0,25% a.a.
A medida tem como objetivo minimizar os impactos econômicos do corona vírus no país do Tio Sam.
Na quarta-feira (18) o COPOM divulgará às 18h sua decisão quanto a taxa SELIC, ninguém aqui tem bola de cristal, mas considerando os impactos da pandemia e também da briga comercial do petróleo, o mercado já considera uma redução 0,25% e até 0,50% na taxa básica de juros brasileira.
Ok, Diego, mas como isso impacta minha empresa?
Primeiro é necessário que você identifique o potencial de dano do corona no seu negócio, esse é o grande ponto.
Considere uma redução de fornecimento e também de consumo, uma vez que possivelmente haverá redução na circulação de pessoas e até mesmo recesso em várias organizações.
Dito isso, a redução da SELIC, tem o efeito de redução também das taxas de juros oferecida no mercado.
Ou seja, possivelmente ficará mais barato tomar crédito nas instituições financeiras.
Vamos lá, se você analisou bem os impactos da pandemia, provavelmente chegará a conclusão que seu pulmão financeiro (capital de giro) reduzirá e você precisará recorrer as entidades financeiras pra manutenção de suas operações.
Por tanto, seja cauteloso, não é momento de se aventurar e utilize o endividamento de maneira consciente.
Ah, e se você está com dificuldades na gestão de sua empresa, chame a gente, vamos conversar!

Diego da Silva é Administrador com MBA em Gestão Financeira, Auditoria e Controladoria e Mestre em Eng. da Produção. Atualmente é professor universitário, consultor empresarial e ocupa a condição de delegado do CRA-SC.

www.diegodasilva.adm.br

www.otimizesolucoes.com.br

Postagens Recomendadas

Deixe um Comentário